TCU condena três obras do Maranhão

Pedro Henrique Freire
De O IMPARCIAL

Brasília – O Tribunal de Contas da União (TCU) recomendou ontem que 77 obras em todo o país não recebam dinheiro do Orçamento deste ano e sejam paralisadas. Três delas estão no Maranhão – investimentos no Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), ampliação do sistema de transmissão energética do Tucuruí, em Presidente Dutra, e construção da Adutora Italuís II. Segundo o órgão, as obras apresentaram “irregularidades graves” e devem ter seus recursos suspensos.

A novidade no relatório produzido pela Comissão de Avaliação de Obras do TCU para o Maranhão é a base de Alcântara, que receberia investimentos para melhorar a infra-estrutura e pagar por prestação de serviços. Segundo o Tribunal, que não entrou em detalhes, a obra traz problemas ambientais e apresentou projeto executivo deficiente. O TCU também identificou sobrepreço nos contratos do Centro.

A rede de transmissão de energia do Tucuruí no Maranhão, que está quase concluída, também poderá perder recursos neste ano. Nela, o Tribunal encontro três irregularidades: superfaturamento, falhas graves no processo licitatório e ausência de planilha com preços no projeto básico. A rede, que liga o Norte ao Nordeste e assegura energia para boa do estado, já está com 92% do projeto concluído. Segundo o TCU, a obra acaba com os riscos de cortes e de eventuais interrupções no fornecimento de energia. O valor estimado da obra é de 111,3 milhões.
 

Leia mais na edição impressa de O IMPARCIAL

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: