Libertados 61 “escravos” em usina de ex-deputado

Thiago Reis e Sílvia Freire
Da Folha de S. Paulo

Força-tarefa formada pelo Ministério Público do Trabalho e pelo grupo móvel do Ministério do Trabalho libertou 61 trabalhadores em condições degradantes de uma das propriedades de João Lyra (PTB), um dos maiores usineiros do país e candidato derrotado em 2006 ao governo de Alagoas .

A usina de cana Laginha, em União dos Palmares (AL), fica perto de onde foi formado o Quilombo dos Palmares -símbolo de resistência à escravidão. Os fiscais do ministério disseram ter encontrado várias irregularidades durante a operação, ocorrida na última sexta.

Segundo eles, além do expediente exaustivo, os trabalhadores não recebiam hora-extra e viviam em alojamentos em condições insalubres. Os cortadores de cana que não viviam nos alojamentos da usina não tinham equipamentos de segurança -ou, quando tinham, eram velhos e inadequados. Os fiscais afirmaram que os quartos não possuíam janelas, deixando o ambiente com temperatura acima de 40C. Além disso, disseram que a empresa não fornecia água potável.

Assinantes, leiam mais aqui

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: