Orçamento: votação deverá ser adiada

Brasília – A votação do Orçamento da União no Congresso Nacional, marcada para hoje, deverá ocorrer só amanhã pela manhã. Líderes da Câmara e do Senado estão há mais de duas horas reunidos no gabinete do presidente Garibaldi Alves (PMDB-RN) à procura de uma solução para o impasse causado por um dispositivo chamado “anexos de metas e prioridades”. O líder do PTB saiu do encontro há pouco e informou que, votação mesmo, só amanhã.

O tal anexo é uma reserva de R$ 534 milhões para atender à reivindicações de alguns parlamentares. Eles tiraram dinheiro de um lado para pôr em outro, mas não beneficiaram todos os senadores e deputados. Ai está o ponto de discórdia. Agora, resolveram “desaparecer com o anexo” e dividir a grana de outro jeito.

Eis aqui as quatro propostas discutidas entre os líderes:

1 – Ratear os R$ 534 milhões igualmente entre as 27 unidades da Federação.

2 – Distribuir de acordo com o Fundo de Participação dos Estados (FPE). Ou seja, quem tem mais população, ganha mais.

3 – Pegar 50% do montante e investir em Educação, Saúde ou Segurança. Os outros 50% iriam, em partes iguais, para todos os estados e o Distrito Federal.

4 – Dividir R$ 534 milhões pelos 594 parlamentares (Câmara e Senado) e cada bancada incrementaria suas emendas coletivas com o dinheiro.

Qual a melhor saída?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: