O partido, o deputado e o jurista

Brasília – O Ministro Marco Aurélio Mello, do STF, trava uma disputa com o PT. Os políticos dizem que ele fala demais deve se resignar ao seu trabalho de jurista. Por isso, entrarão com reclamação contra ele no Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A opinião petista não é única. O deputado federal maranhense Pedro Fernandes, por exemplo, diversas vezes usou a tribuna da Câmara para criticar Marco Aurélio. Numa das ocasiões, disse para ele “baixar a bola”. Fernandes também acha que o ministro deve fechar a matraca e parar de dar opiniões sobre legislativo e executivo. “Ele tem que tratar das leis”, disse Fernandes, em pronunciamento no ano passado.

Embora tenham oficializado a insatisfação, Mello não parece muito abalado. Pelo contrário, diz que estão tentando cerceá-lo. Confira o que ele disse sobre o assunto:

– Paira no ar um viés autoritário, muito embora não tenhamos mais campo no Brasil para retrocessos em termos do estado democrático de direito.

– Realmente, fiquei espantado de perceber que o PT veio a adotar uma postura que não é harmônica com aquela postura que, há anos atrás, nós imaginávamos em relação a este partido.

Com informações do G1

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: