Controlar gastos com cartões é ineficiente, diz TCU

O procurador do Ministério Público no Tribunal de Contas da União (TCU) Marinus Eduardo Marsico afirmou que as ferramentas de controle tradicionais não são eficientes para fiscalizar os gastos do governo com cartões corporativos e, por isso, é preciso mudar esses procedimentos antes de continuar usando os cartões. O procurador do TCU é autor de um pedido de liminar para suspender o uso de cartões corporativos.

Confira mais informações na Agência Câmara

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: