Hugo Chávez fala em siderúrgica e refinaria

No discurso que fez agora à pouco do Palácio dos Leões, o presidente venezuelano Hugo Chávez falou sobre a possibilidade do seu país construir, em parceria com o governo brasileiro, uma refinaria de petróleo e uma siderúrgica no Maranhão. Sobre a primeira, disse: “Não me comprometo em trazê-la, mas me comprometo em falar com [o presidente] Lula para trazê-la. Somos irmãos”. Sobre a segunda, declarou que estava disposto a conversar com a Vale e disponibilizaria técnicos venezuelanos para, com técnicos brasileiros, analisarem a viabilidade do projeto. A seguir, mais sobre a visita de Hugo Chávez a São Luís.

SEM TRADUÇÃO
A tradutora do presidente vanezuelano foi dispensada logo que ele começou o discurso na sacada do Palácio dos Leões. Chávez consultou a platéia, formada em sua maioria por estudantes e sem-terra, que optaram pelo fim da tradução. Aí, complicou!

FLANELINHAS
Não foram apenas os Sarney que chiaram coma visita de Hugo Chávez ao Maranhão. Os flanelinhas da Praça Pedro II xingavam o presidente venezuelano durante o discurso. O motivo: a área foi isolada e não era permitido estacionar. Ficaram no prejuízo. 

PARDAIS
No trajeto do Aeroporto Marechal da Cunha Machado (Tirirical) ao Palácio dos Leões (Centro), muitos carros que acompanhavam a comitiva atravessaram sinais vermelhos e fotossensores. Cada avanço era um flash. Resta saber se todos serão anistiados.

GASODUTO
Chávez criticou os contrários a instalação de um gasoduto entre a Venezuela e Pernambuco, com passagem pelo Maranhão.

NA JANELINHA
A sacada do Palácio dos Leões não cabia tanta gente de Chávez e do governo do Maranhão. O vice-governador, pastor Luiz Porto (PPS), e o secretário Aziz Santos (Planejamento) assistiram o discurso duma janelinha ao lado.

AS FLORES DO JARDIM DA NOSSA CASA
Ao estilo Roberto Carlos, Hugo Chávez distribuiu rosas brancas para as mulheres mais próximas da sacada do Palácio dos Leões, após o discurso.

EUFORIA PEDETISTA
Era visível a satisfação dos pedetistas com a presença e discurso de Hugo Chávez, principalmente do governador Jackson Lago, que listou, durante sua fala, todos os “companheiros revolucionários” latino-americanos, culminando com o fundador do PDT, Leonel Brizola (1922-2004).

FILHO DESTE SOLO
Mal pôs os pés em São Luís, Chávez disse já sentir-se “filho desta terra”. O governador levou tão a sério que o homenageou com a Medalha de Honra ao Mérito Timbira, maior honraria do Maranhão.

AMERICANO BOM
Engana-se quem pensa que o presidente venezuelano considere todos os norte-americanos inimigos. Citou a famosa declaração de Lincoln em Gettysburg: “Governo do povo, pelo povo, para o povo” e disse que o ex-presidente dos EUA foi um grande democrata.

Anúncios

6 Responses to Hugo Chávez fala em siderúrgica e refinaria

  1. Wellington disse:

    Parabéns pela cobertura da visita de Hugo Chávez ao Maranhão. Nunca um presidente venezuelano demonstrou tanto interesse em integrar o norte-nordeste do Brasil com o Caribe. Isso deve ser ressaltado, a despeito das oligarquias contrárias ao fim dos privilégios obtidos graças a herança colonial.

    Um abraço,

    Wellington Mesquita

  2. Raimundo - Ceará disse:

    Parabéns ao governo do Maranhão pela corajosa e oportuna decisão de incluir o estado no processo de integração latino-americano, onde todos (excluindo as oligarquias) terão muito a ganhar, começando pela possibilidade de acabar com o analfabetismo, disponibilizar serviços de saúde aos desassistidos, incrementar o comércio e o desenvolvimento. Viva o Maranhão, a revolução bolivariana, o Brasil e Nuestra América.

  3. George Castro disse:

    Terei uma grande história para contar aos meus filhos e netos: Eu estava lá! e vi o maior lider revolucionário da america latina da atualidade!Só não pderei dizer aos meus descendentes que vi o Presidente Lula,pois, desde que aliou-se a Sarney, não tem coragem de pisar em São Luis…Lula faça como Hugo Chaves…. Não tenha medo(ou vergonha) do povo do Maranhão!

  4. André Oliveira disse:

    A visita do presidente Venezuelano Hugo Chávez ao Maranhão, com certeza trazerar bons frutos para o nosso estado tão rico e tão sofrido.
    E tambem deicaharar muita dor de cabeça e de cutuvelo dos Sarneyistas, que agora o Maranhão esta aberto ao mercado internacional e com investidores internacionais , coisa que essa raça que quase destruiu o nosso Maranhão numca fez durante dos seus 40 anos de tirania e atrazo.
    O Maranhão meresse tudo isso.
    Parabens Dr. Jackson, parabens povo do Maranhão.

    André Oliveira

  5. Deusimar Lobão disse:

    O Jackson tem que apelar é pro Hugo Chaves pra tentar trazer essa refinaria para o Maranhão, já que forças internas impedem, como o grupo sarneisista, que durante 40 anos têm atrasado o Estado. O Maranhão precisa de investimentos de grande porte para alavancar o desenvolvimento como um todo. Não importa de onde venha ou quem trouxe, mas que tenhamos maior fonte de renda e desenvolvimento para o nosso povo. Não importa se Chaves é ditador ou não, o problema é do país dele. Primeiro vamos resolver os nossos problemas pra depois pensar nos dos outros.Que venha futuramente uma refinaria e uma siderúrgica, o importante é o progresso para qualificar a nossa vida e nos tirar do rank dos piores do Brasil.

  6. Velvet Poison disse:

    Putz, Chavez entende de democracia como ninguém!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: