Deputado critica indenização a jornalistas

Brasília – O deputado federal Pedro Fernandes (PTB) criticou ontem, em discurso no plenário da Câmara, o Ministério da Justiça pelo pagamento de indenização milionária a dois jornalistas. Na sexta-feira passada, a Justiça anunciou que pagará R$ 1,2 milhões a Ziraldo Alves Pinto e R$ 1 milhão a Sérgio de Magalhães Gomes Jaguaribe, o “Jaguar”, ambos fundadores de “O Pasquim”, jornal que circulou e foi reprimido na época da ditadura. Os dois receberão ainda pensão vitálicia em caráter de anistia.

O benefício em dinheiro, segundo a Comissão de Anistia do Ministério da Justiça, deve-se à perseguição que os jornalístas sofreram nos tempos da ditadura. Ambos foram ilustradores do jornal e permanecem como cartunistas até hoje.

Para Fernandes, eles não deveriam receber prêmios em dinheiro. “Nossos heróis não precisam de indenização pelos seus feitos. A redemocratização, por si só, já é um prêmio. Imagina se isso pega?”, comenta. Segundo ele, “o Brasil sofreu 300 anos de escravidão e até hoje nenhum negro foi indenizado”. “Eles não recebem nem FGTS”, acrescenta o deputado.

Anúncios

One Response to Deputado critica indenização a jornalistas

  1. José Machado disse:

    Muito acertado Deputado, até que enfim, alguém do Maranhão com mandato teve a sã consciencia de se colocar de forma cristalina sobre este tema polemico. Os Srs. jornalistas são ricos se comparado com o resto da população brasileira que está morrendo de: tuberculose, lepra, fome, entre outros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: