Sarney sobre o Senado: “Acabou o respeito”

Sob o título, “Casas de marimbondos”, a coluna Brasília-DF, do jornal Correio Braziliense de hoje, expõe a crise de desconfiança instalada entre os senadores.

Segundo o jornal, ninguém confia em mais ninguém na Casa. “No governo, o PT e o líder Romero Jucá (PMDB-RR) têm uma relação cada vez mais desgastada. Entre governo e oposição, que começaram a trabalhar um possível acordo na CPI dos Cartões, as conversas cessaram com a nova convocação da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, aprovada ontem na Comissão de Infra-Estrutura, para falar sobre os cartões corporativos e o tal dossiê sobre os gastos da Presidência da República nos tempos tucanos”.

O repórter conversou com o senador José Sarney (PMDB-AP), do qual ouviu o seguinte desabafou: “O Senado sempre foi a Casa do entendimento. Mas, agora, isso acabou. Acabou o respeito”.
 
Sobre a Câmara, o jornal diz o seguinte: “A situação do governo, que sempre foi confortável, começa a balançar. A maioria dos partidos reclama do presidente da Casa, Arlindo Chinaglia (PT-SP). Estão meio cabreiros com o jeitão dele em relação à reforma tributária e com a demora em decidir quem serão o relator e o presidente da comissão especial. A impressão é a de que, se Chinaglia desagradar à maioria dos aliados, mais precisamente o PR de Sandro Mabel (GO), o desalento do Senado vai contaminar a Câmara. Aí, o governo passará os próximos meses apagando incêndios nas duas Casas.”

 

Anúncios

3 Responses to Sarney sobre o Senado: “Acabou o respeito”

  1. Eliane Cunha disse:

    Os Senadores realmente não deveriam respeitar um ao outro, por que o objetivo é um só: Trabalhar em Causa Própria. Eles deveriam respeitar os seus eleitores, que os colocaram lá pra usurpar o erário público

  2. Charles Elior Aires disse:

    Em uma casa que tem homens e mulheres com uma ficha corrida igual a câmara e o senado, a situação não odia ser diferente. Que o diga Sarney, Rosiana, Lobinho, Cafeteira e etc..

  3. Roberto Alves Júnior disse:

    Enfim, o velho Sarney disse algo que faz sentido: O Senado é uma Casa Parlamentar muito parecido a um bordel de terceira classe: Não tem respeito. Mas quem é Sarney para cobrar respeito de alguém sendo ele próprio o maior mafioso cafetão desse bordel? Vai plantar cerejairas, Sarney! Foi vc e sua trupe quem defenderam o calhorda Renan Calheiros na maior falta de respeito para com o povo brasileiro. Foi vc quem levou para o Senado, debaixo do seu suvaco o Chiquinho Escroto, o caduco Cafeteira, o chupa-cabra Lobão e depois o filho laranjeiro, a sua filha Rosengana, etc., ou seja, foi Vc, seu velho ressentido, quem instalou a imoralidade no Senado, a falta de respeito, de decoro e de ética. E agora se queixa de falta de respeito como se para tal tivesse a altivez e o caráter de um Benedito Leite ou de um Urbano Santos, só para citar dois nomes que sempre mereceram o respeito dos seus pares e do povo maranhense. Vc., Sarney, vc não!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: