As brigas sem fim de líderes na Assembléia

Na Assembléia Legislativa, a briga é sempre entre saneístas e jacksistas. Do lado da oposição, o inflamável líder Ricardo Murad (PMDB). De outro, os líderes(-governistas-escudos) Marcelo Tavares (PSB) e Edivaldo Holanda (PTC). Na sessão de hoje, ambos saíram em defesa da secretária Eurídice Vidigal, alvo preferido do peemedebista anti-Jackson.

Ela e o chefe da Casa Civil, Aderson Lago, foram acusados por Murad de terem acionado politicamente a prisão do ex-senador Chiquinho Escórcio, também do PMDB, na semana retrasada. “É notório que tudo não passa de denúncias de cunho político”, defendeu Tavares.

Para Holanda, a briga entre Escórcio e o jornalista Lourival Bogéia foi um assunto particular que terminou na delegacia. “É lamentável ver a oposição querendo fazer uso político de um episódio pessoal e particular, portanto, isolado, que de forma alguma envolve auxiliares do governo”, disse o trabalhista cristão.

Comentário: O pior é saber que batalhas como essa nunca vão acabar. Afinal, Ricardo Murad nunca deixará de bater no governo e Holanda e Tavares nunca deixarão (ao menos não tão cedo) de defender o governo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: