Rebelião: três presos morrem em Pedrinhas

Detentos da penitenciária de Pedrinhas deflagraram uma rebelião na madrugada desta segunda-feira. Três presidiários estão mortos e dezenas de presos feridos. Os revoltosos danificaram todo o Pavilhão B, onde estavam cerca de 60 homens. A polícia chegou ao local para conter a rebelião ainda na madrugada. Agora eles estão no pátio.

Segundo informações preliminares, os encarcerados se rebelaram após uma frustrada tentativa de fuga. Outra explicação seria uma confusão entre presos de Timon e Caxias.

Aguarde mais informações

Anúncios

2 Responses to Rebelião: três presos morrem em Pedrinhas

  1. Marcos Roberto disse:

    Nosso país vive a muitos anos um caos no sistema penitenciario. Não ressossializa ninguém, pois não da oportunidades para isso, com ocupações decentes para os detentos, como mais investimentos em produções diversas em parceria com o setor privado, incentivado por insenções fiscais com diminuição da pena do detento em detrimento de sua produtividade, por exemplo. Independente dos crimes que cometeram-acreditos que existam inocentes no meios desses criminosos, é preciso que se respeite a Declaração Universal dos Direitos Humanos, dando condições para que se consiga sobreviver encarcerado. Do contrário, é o que vamos sempre vê nos noticiários, rebeliões e mais rebeliões. Homens/Mulheres que de alguma forma já eram brutalizados, se tornando mais animalescos ainda. É como diz o didato popular: “O bagulho é doido, o processo é lento e o advogado é corrupto”.

  2. luis lima disse:

    Marcos Roberto, eu concordo contigo quando dizes que existem presos “inocentes”, pois ficam anos e anos sem que e nenhum advogado reveja suas penas. concordo que eles deveriam trabalhar para pagar a “estadia”, pois roubar, matar, estuprar, e depois comer e beber às custas de quem é cidadão decente, é o cúmulo do absurdo. Também colocaria como prioridade, mais construções prisionais, para separar os detentos de alta periculosidade, daqueles que cometeram pequenos delitos. Pergunto: onde se encontra o Ministério Público numa hora dessas? se não é o MP, quem ou a quem caberia propor mudanças no sistema carcerário? e essa história de cadeia especial para quem é universitário? bandido é bandido, independente do diploma, ou na maioria das vezes é muito, mas muito pior, do que os analfabetos. e onde está a revisão dessa situação pelo judiciário? tem base?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: