PT e PMDB continuam briga por comando do Senado

Gustavo Krieger, do Correio Braziliense

O clima entre as bancadas do PMDB e PT no Senado continua a piorar. Ontem, os senadores do PMDB desistiram de um encontro que teriam à noite com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Não gostaram de ver divulgada a versão de que a reunião seria uma tentativa de enquadrar o partido e convencer os peemedebistas a votar no petista Tião Viana (AC) para a Presidência do Senado.

A disputa pela presidência deixou os dois partidos numa situação curiosa. Sem votos suficientes para vencer, os petistas precisam convencer o PMDB a desistir de suas pretensões e apoiar seu candidato Tião Viana. Para isso, pediram ajuda do presidente Lula, numa interferência que irritou a outra bancada. “O Palácio do Planalto não tem nada a ganhar e tudo a perder se entrar nessa bola dividida”, diz um importante parlamentar do PMDB. Fontes do Planalto dizem que o movimento de Lula seria protocolar, num gesto para o PT, mas sem maiores conseqüências. Mesmo assim, os peemedebistas preferiram adiar a reunião.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: